Glossário – Termos Contábeis úteis para contadores e empresários

janeiro 11, 2019

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos com prioridade

Contabilidade Empreendedorismo

Dependendo da área em que você, empreendedor, está envolvido, provavelmente já deve ter ouvido certos termos contábeis que não são fáceis de compreender a primeira vista. Sabendo disso, nós reunimos neste artigo alguns termos contábeis que qualquer empreendedor precisa saber.

Por que saber termos contábeis?

Os termos contábeis servem tanto para se referir a algumas coisas que são mais técnicas quanto para comunicá-las ao seu contador. Sendo assim, é essencial compreendê-los para que a comunicação entre o gestor e contador da empresa seja cada vez mais próxima e clara.

Termos contábeis

Letra A

Ações em tesouraria: são instrumentos patrimoniais da própria entidade que são possuídos por um grupo, sócios, ou pela própria entidade.

Amortização: a conta onde estão registradas as diminuições dos valores dos bens registrados como ativos permanentes.

Atividade de financiamento: uma atividade que altera o tamanho e a composição do patrimônio da entidade. São os recursos que são obtidos no passivo não-circulante e o patrimônio líquido. Os empréstimos e financiamentos também entram nessa atividade.

Atividade operacional: são as atividades que geram receitas na entidade que não sejam atividades de investimento e de financiamento. Elas são geradas por meio das receitas e gastos da industrialização ou comercialização dos serviços da empresa.

Ativo: são os bens e valores que a entidade irá receber.

Ativo circulante: o dinheiro em caixa ou em bancos da empresa, valores e bens que serão recebidos dentro de um ano inteiro.

Ativo contingente: ativo que é gerado por meio de acontecimentos passados.

Ativo deferido: um grupo formado por despesas pré-operacionais e por gastos de reestruturação.

Ativo financeiro: qualquer tipo de ativo que seja dinheiro, direito ou instrumento patrimonial de outra empresa.

Ativo não-circulante: os bens que permanecem de forma duradoura, isto é, por muito tempo e são destinados ao funcionamento normal da empresa.

Letra B

Balanço: um mapa que mostra a situação financeira da empresa a partir de uma data específica definida anteriormente. O mapa avalia a riqueza e o valor da empresa, mas sem demonstrar o resultado e o desempenho geral, mostrando somente o valor total. Ele é composto pelas saídas e entradas financeiras da empresa.

Balanço patrimonial: é a demonstração contábil que avalia qualitativa e quantitativamente a posição financeira da empresa em determinada data.

Base fiscal: a medição dos ativos, passivos ou instrumentos patrimoniais da empresa.

Bens: tudo aquilo que pode ser categorizado economicamente e pode ser vendido ou trocado.

Bens de consumo: são os bens que não são duradouros que podem ser gastos no processo produtivo da empresa, e depois que são utilizados contam como despesa para a empresa.

Bens de renda: são os bens que não estão na lista de objetivos da empresa, ou seja, os imóveis, por exemplo.


DICA
A tecnologia pode ajudar na contabilidade de sua empresa. Uma ferramenta  eficaz é a gestão integrada e em tempo real por meio do ERP (Entreprise Resource Planning)
O FoxManager é o mais completo dos ERPs disponíveis no mercado brasileiro. 

O sistema garante acesso grátis para até dois usuários, possibilita emissão de notas fiscais e boletos, controle contábil  e várias outras necessidades empresariais.  


P

Letra C

Caixa: é o dinheiro em caixa e os depósitos que são feitos à vista.

Capital de terceiros: são todos os recursos que são originados por terceiros e que são usados para conseguir ativos.

Capital próprio: são todos os recursos que são originados pelos sócios ou pelos acionistas da empresa por meio das operações sociais. É o patrimônio público.

Capital Social: o valor que forma a participação dos sócios e dos acionistas da empresa.

Contas de resultado: registram todas as receitas e despesas.

Contas patrimoniais: formadas pelos elementos ativos e passivos da empresa.

Custo de empréstimos: são os juros e os custos envolvidos com o empréstimo de recursos.

Letra D

Despesas: são todos os gastos para gerar receitas futuramente.

Despesas tributárias: o valor total referente aos tributos sobre o lucro corrente e diferido.

Despesas antecipadas: as despesas que são pagas antecipadamente e são consideradas como custos no decorrer do período de tempo seguinte.

Direitos: são os valores que serão recebidos de terceiros, tanto por vendas à prazo quanto para a propriedade que está com terceiros.

Letra E

Entidade governamental: é a entidade do Governo Federal, Estadual ou Municipal, bem como agências governamentais e órgãos semelhantes.

Estoques: são os bens que serão direcionados à venda no futuro e variam de acordo com a atividade da empresa.

Exaustão: a escassez de recursos naturais não-renováveis por meio da utilização econômica.

Letra F

Fatos administrativos: os fatos que alteram o patrimônio ou resultado geral da empresa.

Fluxos de caixa: as entradas e saídas do caixa.

Letra G

Ganhos: são aumentos econômicos indiferentes da natureza do faturamento.

Letra I

Instrumento financeiro: um contrato que dá origem a um ativo financeiro da empresa.

Investimentos: são recursos, geralmente econômicos, aplicados em sociedades além da empresa e em direitos de quaisquer naturezas.

Letra L

Lucros: quando as receitas superam as despesas da empresa.

Lucros acumulados: resultado positivo nos lucros que são acumulados pela empresa.

Letra M

Mensuração: uma forma de determinar as quantias de dinheiro que as demonstrações contábeis precisam ser reconhecidas.

Método da taxa de juros: é um método de cálculo do custo dos ativos e passivos amortizados dentro da empresa.

Moeda de apresentação: moeda que as demonstrações contábeis são mostradas.

Letra O

Obrigações: são as dívidas e os compromissos com terceiros de qualquer natureza.

Letra P

Passivo: obrigação da empresa que veio de eventos passados.

Passivo circulante: obrigações que precisam ser pagas à curto prazo como empréstimos, contas, imposto de renda, salários e todo tipo de pagamento desse cunho.

Patrimônio líquido: o valor que todos os proprietários aplicaram na empresa.

Passivo não-circulante: obrigações da empresa para com financiamentos de direitos.

Prejuízos acumulados: é uma conta onde estão registradas todas as perdas da empresa que já foram pagas com lucros acumulados e reservas.

Letra R

Receitas: são as entradas nos ativos da empresa, independente de sua natureza, se estão na forma de bens ou de direitos e aumentam a situação líquida da empresa.

Reservas de capital: são as contribuições recebidas por terceiros sem relação entre as receitas e os ganhos.

Reservas de lucros: são obtidas por meio da adequação dos lucros da empresa por exigência da lei ou não.

Letra T

Taxa de juros: é a taxa que desconta os pagamentos e recebimentos de caixa futuros durante um período específico.

Tributos sobre o lucro: todos os impostos nacionais e internacionais que têm como base os lucros que são tributáveis.

Em suma, esses são os principais termos contábeis que são utilizados pelos contadores hoje em dia. A partir de agora, fica bem mais fácil se comunicar com seu contador.


SAIBA MAIS 
GUIA COMPLETO SOBRE SOFTWARE ERP: VEJA COMO A TECNOLOGIA PODE MELHORAR A GESTÃO EMPRESARIAL

EMPREENDEDORISMO: VEJA OPÇÕES DE NEGÓCIOS PARA EMPREENDER [E LUCRAR] AINDA NESTE ANO

CAPITAL DE GIRO PARA EMPRESAS: O QUE É, COMO CALCULAR E GERIR?

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Negócios MEI Empresas ERP
MEI – Quais atividades permitidas e vantagens de ser Microempreendedor Individual?

Uma das categorias que entrou mais recentemente na listagem de atividades que podem ser exercidas como MEI foi a dos motoristas de aplicativo. Confira abaixo informações importantes sobre o tema...

Novos e antigos negócios precisam de planejamento e tecnologia para manterem a saúde financeira e lucros, evitando fechamento de empresas.
Veja 4 dicas para evitar fechamento e gerar lucros em empresas

Novos e antigos negócios precisam de planejamento e tecnologia para manterem a saúde financeira e lucros, evitando fechamento de empresas...

Sem sócios, empresas individuais são opções para quem quer empreender
O que é uma Eireli e quais são as vantagens de abrir uma empresa sem sócios?

Empreendedorismo: Eireli é uma modalidade empresarial sem sócios ..

Tags

Facebook Page