fbpx

Financeiro

Qual a importância do controle financeiro para empresas de todos os portes?

Redação - FoxManager
Escrito por Redação - FoxManager em 25/12/2017
Qual a importância do controle financeiro para empresas de todos os portes?

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

O controle financeiro para empresas é um assunto que não pode ser negligenciado por nenhum empresário que deseje prosperar, independentemente do porte de sua companhia. Isso porque a má gestão das finanças é um dos motivos que impedem o sucesso empresarial.

Continue a leitura deste post para conhecer melhor esse tema. Acompanhe e confira!

Importância do controle financeiro para empresas

Controlar as finanças significa saber a qualquer momento, entre outras coisas, quanto se tem de disponibilidades imediatas (dinheiro em caixa e em bancos), qual o montante das contas a pagar e a receber no curto e no longo prazos, os valores e as quantidades de mercadorias em estoque e a necessidade de novas aquisições.

Perceba, então, que esse processo envolve várias transações rotineiras, necessárias à manutenção das operações da organização. É improvável que algum empreendimento sobreviva por muito tempo sem esse tipo de controle.

Finanças e perspectivas empresariais

Ninguém resolve empreender se não para obter lucros de forma consistente, segura e durável. Nesse ponto, você lidará com aspectos intimamente ligados às finanças, como:

  • controle de custos, despesas e gastos em geral;
  • projeções de vendas;
  • investimentos na divulgação de seus produtos ou serviços (propaganda e marketing);
  • ampliação das atividades e da posição da empresa no mercado em que ela atua.

Para que isso tudo aconteça, é necessário implantar e manter um fluxo de caixa eficiente e rigoroso, que permitirá monitorar a saúde financeira da organização, bem como as possibilidades e a conveniência de recorrer a recursos externos (financiamentos e empréstimos) quando preciso.

Como melhorar o controle das finanças

O fluxo de caixa é uma ferramenta indispensável. Nele você deve registrar periodicamente (de preferência, diariamente) as entradas e saídas de numerário, as obrigações a pagar (compras a prazo, aluguéis e seguros contratados, tributos a recolher, dívidas com instituições de crédito e afins) e os valores a receber (vendas a prazo, títulos diversos, antecipações a funcionários ou a fornecedores, impostos a restituir e outros).

Veja que esse procedimento exige a documentação e o registro de todas as transações já realizadas. Por outro lado, pode-se trabalhar com as previsões de receitas e despesas para estimar a situação financeira nos meses seguintes.

O Sistema de Gestão Empresarial

A administração das finanças pode se tornar uma atividade trabalhosa — e mesmo impossível, dependendo do volume de registros —, caso seja realizada com planilhas ou outros programas de computador isolados para acompanhamento de caixa, bancos, estoques, clientes, fornecedores e similares. Não é preciso, porém, proceder dessa maneira.

Existem softwares integrados que fazem todas essas tarefas de forma bastante simples e rápida, em uma única plataforma, e que fornecem os relatórios desejados no momento oportuno. Estamos falando do Enterprise Resource Planning (ERP, Sistema de Gestão Empresarial).

Percebeu como é fundamental fazer o controle financeiro para empresas? Em verdade, ele faz toda a diferença no desenvolvimento de um negócio e sua falta certamente impedirá uma firma de crescer, quando não levá-la à falência.

Agora aproveite para conhecer melhor o ERP, uma ferramenta que revolucionará a direção administrativa na sua organização.

Ei! Comente.

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade