fbpx

Empreendedorismo

Dicas para Ganhar Dinheiro com Sítio

Redação FoxManager
Escrito por Redação FoxManager em 04/08/2020
Dicas para Ganhar Dinheiro com Sítio

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Ter um sítio ou outro tipo de propriedade rural, como uma fazenda, é um sonho realizado para muita gente. Poder deixar a vida urbana agitada de lado para passar momentos de calmaria, principalmente aos fins de semana e férias, faz parte dos sonhos de muitos.

Além disso, é cada dia maior o quantitativo de pessoas que possuem uma propriedade rural como segunda opção de moradia e de lazer. Entretanto, mais que servir como moradia ou local de descanso, o espaço rural pode se tornar uma forma de ganhar dinheiro. Sim, é possível você ganhar dinheiro com sítio!

Note que o surgimento da pandemia do novo coronavírus obrigou pessoas do mundo inteiro a ficarem em casa. Nesse sentido, muitas dessas pessoas optaram por passar a quarentena em propriedades rurais, que além do isolamento, oferecem contato com a natureza, descanso e algumas opções de se manter ocupado.

Com o tempo nesses locais, que para alguns serve apenas como opção de lazer, há os que perceberam o potencial econômico presente neles. Ou seja, notaram que é possível fazer uma renda extra ou abrir uma empresa específica para produção, cultivo ou prestação de serviços. Tudo isso tendo como foco a propriedade ou imóvel rural.

Planejamento é fundamental 

Porém, apenas possuir um terreno, sítio ou fazenda não é o suficiente para começar a empreender e abrir um negócio. Como qualquer tipo de empresa, para que o sítio se torne uma opção lucrativa é necessário fazer um planejamento, conhecer as possibilidades, além das tecnologias e métodos para gestão do empreendimento. 

Antes de começar a plantar, criar ou produzir algo é necessário colocar no papel as ideias e montar um bom plano de negócios.

Agora, confira neste artigo algumas dicas e sugestões para quem decidir empreender neste ramo. 

Inventário da propriedade

O primeiro passo para transformar sua propriedade rural em um negócio é fazer um levantamento técnico de tudo que há dentro dela. Ou seja, realizar inventários em termos de capital, bens, animais, equipamentos e plantações.

Além disso, o próximo passo dentro do plano de negócios é analisar quais as potencialidades de sua propriedade:

  • Tipo de solo;
  • Recursos Naturais;
  • Vegetação presente;
  • Paisagem.

Cadastro ambiental rural

Outro ponto a ser observado, é a legalização da propriedade rural, antes de exercer qualquer atividade econômica. Neste sentido, o Cadastro Ambiental Rural, CAR, é obrigatório para todos os imóveis rurais, públicos ou privados, assentamentos de reforma agrária e áreas de povos indígenas e comunidades tradicionais.

o preenchimento desde cadastro é de responsabilidade do proprietário ou o posseiro do imóvel rural (ou o representante legal).

O produtor que possui uma propriedade de pequeno porte pode fazer o CAR de maneira gratuita. Para tal, o produtor precisa buscar informações sobre qual órgão ambiental está fazendo o CAR no sindicato rural mais próximo da propriedade.

Este cadastro pode ser preenchido diretamente no site, ou ainda, nos órgãos estaduais, que geralmente utilizam sistema próprio integrado ao Sistema Nacional de Cadastro Ambiental Rural (Sicar). 

Licença Ambiental única

Outro recurso que foi criado com o intuito de facilitar a vida do pequeno produtor, foi a licença ambiental única, LAU, que facilita as atividades agropecuárias e florestais. Esta licença está prevista na Resolução do Conama, n. 237 de 19 de dezembro de 1997 e regulamenta a localização, instalação, ampliação, bem como a operação de empreendimentos e atividades que utilizem recursos ambientais.

É premente lembrar, que para que sua propriedade rural esteja dentro da lei, e possa realizar as atividades de exploração econômica em conformidade, deve possuir a LAU e a inscrição no CAR.

Agricultura e pecuária   

Certamente, ao pensar em área rural, a primeira ideia de negócio que surge é ligado setor agropecuário. 

Criar animais – gado, galinha, caprinos, rãs, etc – é opção para empreender no meio rural. Para isso, é preciso investir em adequações no espaço e nos próprios animais. 

Já o cultivo permite que se escolha entre hortaliças, frutos, legumes e verduras para consumo ou ainda mudas para paisagismo, flores para decoração, etc. 

Algo importante em ambos os casos é buscar conhecimento técnico para atender as exigências legais de cultivo e produção rural. 

A propriedade rural necessita de licenças para funcionar como um negócio
Redação FoxManager | Blog FoxManager | Conteúdo relevante e dicas para a gestão do seu negócio

É necessário ainda conhecer sobre as necessidades de animais e plantas para ter sucesso nesse tipo de empreendimento. Por exemplo, há plantas que não se adaptam em climas quentes, e vice-versa. Nestes casos não se possuir uma propriedade rural em local de clima diferente ao suportado pela planta escolhida, certamente o plantio pode dar errado, ou ainda vai demandar investimentos adicionais.  

Um nicho de mercado que cresce é o de legumes e verduras orgânicos, ou seja, aqueles livres de agrotóxicos e mais saudáveis.  

DICA: Precisa de um sistema para fazer controle de estoque? Conheça o ERP online.

Entre as opções de criação de animais estão: 

  1. granja galinhas para produção de ovos;
  2. peixes para abastecer mercados;
  3. porcos para abate;
  4. canil para venda de filhotes.

Independente do tipo de criação ou cultivo, há mercado local, regional, nacional ou internacional para vários tipos de produtos. Mesmo pequenos produtores podem se tornar exportadores.

Outras opções de negócio rural

Há opções que vão além do plantio de frutas, legumes e verduras, ou criação de animais para abate e venda. 

Um exemplo claro é o “pesque e pague”, ou “pesqueiro”. Nesse tipo de empreendimento o foco é o lazer. Pessoas interessadas em pesca vão ao local para se divertir em pescarias. 

Para isso, é importante que a propriedade fique próxima de centros urbanos, ou ofereça condições de transporte e hospedagem para os clientes. 

Já o turismo rural é outra possibilidade para quem possui um sítio, fazenda ou propriedade na zona rural. 

Conviver com animais e plantas, ouvir o canto dos pássaros e ter contato com a natureza é desejo de muitos. Mas, há quem prefira privacidade e aconchego. Alugar um sítio, com características de local “familiar” para hóspedes em fins de semana é opção adotada por muitos. 

Quem decidir investir neste ramo pode optar por construir quartos, quiosques ou meios de hospedagem e opções extras de lazer como: passeios, visitas guiadas etc.

Um lugar ao ar livre pode, também, ser cenário ideal para eventos. Alugar propriedades rurais para casamentos – por exemplo – pode ser forma de gerar renda.

DICA: Precisa de ordens de serviço, notas fiscais, boletos e gestão financeira em um só sistema? Conheça o ERP online mais completo para gestão empresarial integrada.

Além do turismo rural, plantação e criação há ainda fábricas rurais. São vários os produtos que podem ser criados com base no campo. Compotas, artesanato, queijos, insumos para abastecer fábricas etc.

Conclusões 

Independente da atividade escolhida, é possível gerar dinheiro a partir de uma propriedade rural, mas – antes de tudo – é necessário investir. O investimento deve ser em:

  1. Planejamento e análise
  2. Formalização e profissionalização 
  3. Tecnologia para gestão do negócio.

 A etapa de planejamento serve, principalmente, para que se analise a viabilidade do negócio e o prazo para retorno financeiro. Entenda, sem planejamento o risco de seu negócio dar errado é alto.

Já a formalização é importante para que seu empreendimento se torne algo profissional e legalizado.

Sendo um negócio, é preciso investir em tecnologia que permita atender as necessidades comuns dele. Por exemplo: emitir notas fiscais, ordens de serviço, controlar estoques, fazer a contabilidade, etc. A opção para ajudar nessa gestão empresarial integrada é usar o sistema ERP online FoxManager. 

Além dessas necessidades, é preciso pesquisar sobre as demandas tecnológicas específicas de cada tipo de negócio rural.

Ei! Comente.

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade