Como fazer um plano de marketing para pequenas empresas?

September 26, 2018

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos com prioridade

Marketing e vendas

O marketing é o coração da divulgação dos produtos da empresa e deve ser tomado como uma das prioridades no momento do planejamento. Dessa forma, as micro e pequenas empresas precisam fazer um bom plano de marketing para alavancarem suas vendas e assegurarem que se mantenham competitivas no mercado.

Neste artigo explicaremos de que forma o marketing pode ser feito e de que modo as pequenas empresas devem usar essa ferramenta tão importante no mundo dos negócios.

O que é o marketing e como ele é feito hoje em dia?

Uma das coisas mais comuns hoje em dia são as empresas que fazem marketing pela internet. No entanto, o que é o marketing, antes de tudo?

O marketing é uma forma de planejamento de venda e análise de estratégias para vender e atingir mais consumidores por meio de todo tipo de comunicação: visual, auditiva, entre outros. Nesse sentido, o marketing é um alavancador de vendas para as empresas que estão crescendo e para as que precisam se manter competitivas.

De que forma o marketing pode ser feito?

Conforme citado anteriormente,a empresa pode fazer o marketing de várias formas hoje em dia. Os principais e mais tradicionais meios utilizados antigamente eram os outdoors e os anúncios nos meios de comunicação tradicionais, como rádio por exemplo. Contudo, a tecnologia trouxe uma ferramenta ainda mais forte, de fácil utilização e baixo custo: a estratégia de marketing digital.

A internet é um dos meios mais eficientes de planejar um bom marketing por conta das suas variações disponíveis, como redes sociais por exemplo. Falaremos agora sobre as ferramentas mais utilizadas pelas empresas para realizar seu planejamento de marketing.

Ferramentas de marketing atuais

Podemos listar, inicialmente, 4 ferramentas principais: email marketing, Instagram, Facebook, Blogs. Explicaremos e descreveremos de que forma essas ferramentas podem ajudar na hora de planejar o marketing para pequenas empresas.

E-mail marketing

O marketing de e-mail é um meio de comunicação entre a empresa e os consumidores. É possível utilizar o e-mail marketing para atrair potenciais clientes. Os exemplos mais comuns do e-mail marketing são: envio de ofertas e promoções, notícias sobre novos produtos ou serviços e novidades gerais sobre a empresa.

O marketing de e-mail pode parecer invasivo à primeira vista, afinal, a empresa costuma enviar e-mails continuamente e até mesmo dentro de período de horas. Contudo, essa visão vem mudando cada vez mais, tanto pelos clientes quanto pelos profissionais de publicidade, visto que há a possibilidade de ir avaliando o interesse dos clientes e dar continuidade ao processo com aqueles que respondem de forma positiva a cada etapa.

A funcionalidade do e-mail se dá pela sua aproximação da conexão entre o cliente e a empresa. Essa aproximação é bastante contemporânea, o que faz o e-mail marketing estar no pódio das principais ferramentas de marketing para as empresas.

Instagram

O Instagram é outra ferramenta importante para o marketing na empresa. Sua utilização se dá por um dos mesmos motivos que o e-mail marketing, que é a aproximação do cliente com a empresa. O Instagram ainda traz a possibilidade de atingir cada vez mais pessoas, engajando exponencialmente clientes e possíveis clientes. Desse modo, ele tem como diferencial uma vantagem semelhante ao Facebook.

Dentro do Instagram é possível realizar engajamentos por diferentes meios: textos, hashtags, pequenos vídeos e principalmente imagens. Cada um desses modos trabalha de uma forma diferente com o cliente.

A empresa pode expor a imagem de seus produtos e promoções, por exemplo, e tirar possíveis dúvidas dos clientes por mensagens publicadas ou privadas.

Facebook

O Facebook é tido como uma excelente forma de conseguir engajamentos. Utilizado por milhões de pessoas, ele precisa estar no plano de marketing de qualquer empresa.

Além de ser uma plataforma para trocar mensagens com os clientes, a rede social serve para buscar novas oportunidades e potenciais clientes para a empresa. A divulgação é gratuita, mas o investimento é essencial para manter um alto alcance de postagens, pois o Facebook costuma limitar postagens que não são financiadas pela empresa.

Ainda assim, a plataforma é um dos modos mais eficientes de se fazer um marketing com um baixo investimento e ótimo retorno.

BLOGS

Outro tipo de marketing que vem apresentando bons resultados é o marketing de conteúdo.

Através de blogs e afins a empresa pode fornecer materiais de informação sobre diversos assuntos ligados a sua atividade e de interesse de seu público.

Essa estratégia pode ser uma boa idéia para a aproximação do público com os conceitos e ideais da empresa e exposição da marca.

A finalidade principal é manter os clientes envolvidos com o conteúdo apresentado e direcionar os acessos para a venda dos produtos.

Dentro desta estratégia também há ferramentas que podem otimizar o processo, como por exemplo, a utilização de palavras que promovam um bom rankeamento nos sites de busca.

Planejamento 

Além de conhecer as ferramentas, para as pequenas empresas é essencial planejar antes de investir em marketing. Um investimento precisa ser calculado, independente do seu tipo. Com o marketing não é diferente: todo o lucro e o custo precisam ser previstos e contabilizados no financeiro da empresa.

A precisão precisa ser alta quando falamos de marketing. O público, a análise da concorrência e de que forma o marketing será trabalhado faz parte do planejamento dos alvos e o aumento da precisão do marketing.

Tudo isso faz parte do plano de ação do marketing. Entretanto, o plano não acaba por aqui.

Monitoramento

Faz parte do monitoramento toda a análise de dados feita após a realização do marketing sobre os meios de comunicação escolhidos no planejamento. Se for feito em um blog, por exemplo, o número de visitas nos artigos é um dado a ser analisado para saber a taxa de conversão dos acessos em vendas efetuadas. Nos meios de venda direta, é importante analisar a origem das visitas, quais produtos foram comprados e quantas vezes os produtos foram clicados pelos clientes.

A partir dos monitoramento dos dados é possível saber se o plano está obtendo o sucesso que era esperado ou se os resultados não estão satisfatórios. Assim se torna mais fácil realizar as mudanças necessárias e procurar novos direcionamentos para sua estratégia de marketing para que os investimentos sejam aplicados no lugar certo em que proporcionará maior retorno.

Erros precisam ser evitados

Apesar de seguir à risca determinadas ideias presentes no texto, alguns erros podem ser cometidos. Um deles é ignorar o público alvo. As ações de marketing precisam ser realizadas com o foco no público alvo a fim de aumentar ainda mais o interesse dos clientes atuais e favorecer potenciais clientes semelhantes. O planejamento precisa ser direcionado a um público alvo com objetivos e metas em comum, pois só assim a solução que a empresa oferece se adequará  aos consumidores.

O segundo erro é evitar a medição e monitoramento dos resultados do investimento. Observar as taxas de conversão dos clientes e calcular o retorno que vem dos investimentos em relação ao custo são somente algumas das formas de monitorar os resultados do investimento. Tudo isso serve para direcionar a campanha de forma correta e planejar novos meios para trazer melhores resultados.

O terceiro erro é manter uma frequência de postagens muito grande sem analisar os melhores momentos de divulgação de produtos. Existe um padrão a ser seguido após a devida análise dos momentos em que mais aconteceram retornos e resultados dentro da estratégia de marketing.

Conclusão

O marketing é capaz de fornecer resultados muito satisfatórios e em curto prazo, caso suas estratégias estejam bem definidas e coerentes com os propósitos da empresa. Há uma grande variedade de meios de divulgação e dentro de cada um também há diferentes formas de se aplicar o marketing, como publicações gratuitas ou anúncios pagos que promovem uma agilidade nos resultados

No entanto, é necessária atenção especial em todos os seus processos.

O planejamento deve ser muito bem realizado, baseado em pesquisas de público, de mercado como um todo, com uma previsão realista de custos e retorno.

A fase de divulgação também deve ser bem executada, com horários e formas de exposição seguidos conforme o planejamento.

Já a fase de monitoramento será essencial para validar as estratégias realizadas e definir possíveis alterações necessárias para um maior êxito.

Artigos Relacionados

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Artigos relacionados


Estágios do ciclo de vida de um produto

Todo produto criado por uma empresa tem seu ciclo de vida. A tese central do ciclo de vida de um produto é que ele nasce com o seu tempo definido para sair do mercado. Em outras palavras, o produto já nasce com o tempo determinado de colocação no..


O que é e quais são os benefícios da venda consignada?

A venda consignada é um dos modelos de negócio utilizados hoje em dia por várias empresas que conseguem encaixar esse tipo de negócio na sua empresa. Resumidamente, a venda consignada é uma forma de vender que consiste na ideia de oferecer seus ..


O poder do e-mail marketing na sua estratégia de marketing

Alguns empresários muitas vezes não reconhecem o poder que o marketing de e-mail pode trazer para suas empresas. Dentre as mais variadas ferramentas de marketing, o e-mail marketing é uma das mais eficientes e de fácil medição. Neste artigo exp..

Facebook Page