Tecnologia

Marketplace: os melhores para criar negócio digital

11/03/2022
Marketplace: os melhores para criar negócio digital

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

O marketplace é uma das grandes revoluções do mundo digital. Ele permite que – pela internet – pequenos empreendedores que trabalham com vendas e prestadores de serviço ampliem seus negócios e tenham lucros. Para isso é importante entender bem o que é Marketplace, verificar questões legais como a criação de cartão CNPJ, cadastro no Sintegra para emissão de Nota Fiscal Eletrônica, uso de sistema de gestão empresarial, entre outros assuntos. 

Neste artigo, vamos abordar sobre essa plataforma onde profissionais de vários ramos se reúnem para divulgar seus produtos e conquistar clientes. Pois esse sistema de negócio on-line facilita o gerenciamento de entregas, estoques e recebimento de pagamentos.

Entre os assuntos abordados estão: 

  • O que é marketplace;
  • Como funciona o marketplace;
  • Como anunciar no Marketplace;
  • Principais plataformas de marketplace;
  • Nota Fiscal Eletrônica, Sintegra e marketplace;
  • Gestão empresarial

O que é e como funciona o marketplace?

O marketplace funciona como um mega shopping virtual. Nele você pode colocar produtos e serviços.

Assim, esse estilo de comércio digital facilita tanto a vida de clientes como de empreendedores. Quem decide ter um negócio digital pode montar uma loja on-line e vender pela internet. Há muitas pessoas que viraram empreendedoras e conseguiram faturar alto com as vendas digitais em marketplaces disponíveis no mercado ecommerce. 

Primeiramente, o marketplace é vantajoso porque os clientes não têm que navegar de site em site buscando aquilo que deseja encontrar. E segundo, porque os profissionais que publicam seus trabalhos não necessitam criar um site e se preocupar em usar tantas ferramentas para atrair clientes.

Precisa fazer a gestão integrada e online do seu negócio? Conheça o software ERP online grátis! 

Portanto, esse estilo de negócio acaba sendo excelente para qualquer perfil de público. E é por este motivo que temos visto cada vez mais plataformas desse gênero.

Um relatório realizado pela Ebit|Nielsen mostra que os Marketplaces participaram em 78% do faturamento do mercado atual, sendo R $30 bilhões só no primeiro semestre.

Esse aumento substancial é um resultado do grande número de lojistas aderindo ao mundo digital ecommerce.

Mais lojas vendendo, mais pessoas comprando. Então, isso mostra que o uso de plataformas para vendas online têm ganhado a preferência mundial.

Compras pela internet
Fazer compras pela internet virou hábito, principalmente após o início da pandemia de covid-19

Como anunciar no Marketplace

Agora que você já sabe o que é e alguns dos benefícios de usar o marketplace para vender seus produtos, bem como serviços, vamos te dizer quais são os passos para anunciar.

Embora existam diversas plataformas de Marketplace, como já mencionado, é preciso escolher estrategicamente qual dessas se adapta melhor ao seu objetivo.

Analise as plataformas existentes para saber qual se adapta melhor ao seu perfil. Nesse sentido, leve em consideração as comissões e qual a plataforma é conhecida.

Principais plataformas de Marketplace

Para facilitar este processo de busca, listamos 3 principais plataformas para você:

Facebook Marketplace

Desde 2016, o Facebook marketplace tem permitido que muitas pessoas comprem e vendem produtos novos ou usados.

Ele funciona como um classificado, seguindo o modelo da OLX. Assim, os clientes têm de negociar com os vendedores e acordar um meio de pagamento que mais achar conveniente. O Facebook não cobra nenhuma comissão.

Outra vantagem é que qualquer pessoa física ou jurídica pode usá-la. A plataforma não exige um CNPJ para poder vender.

B2W Marketplace

O B2W marketplace está entre as plataformas mais conhecidas entre lojistas. Ela permite que os artigos sejam vendidos nas Americanas.com, no Submarino e no Shoptime.

Diferente do Facebook Marketplace, o B2W oferece um sistema para recebimento de pagamentos. Quando um cliente compra um produto, a plataforma recebe o dinheiro, desconta a comissão e por fim, repassa o restante para o varejista.

Além disso, visto que o público alvo é pequenos empreendedores, dois dos critérios é ter um CNPJ para fazer cadastro na plataforma e um capital social igual ou superior a R$ 1 mil.

A comissão da B2W é de 16% sobre o total de vendas feitas.

Magazine Luiza

No ano de 2020, a Magazine Luiza ganhou 4 categorias de prêmios e-commerce. Conforme os anos passam, vemos a empresa de eletrodomésticos crescendo bastante e utilizando a tecnologia cada vez mais para impulsionar esse crescimento.

Assim como o B2W, você precisa de um CNPJ ativo por 6 meses e de alguns outros documentos para fazer parte da rede de varejistas.

O Marketplace da Magazine Luiza cobra geralmente uma comissão de 13%. Contudo, essa taxa pode variar conforme o tipo do produto e pagamento.

Mercado Livre

O Mercado Livre é um dos Marketplace mais antigos que temos o ambiente virtual, o que o faz o maior site de vendas da América Latina.

A maior vantagem dessa plataforma é a variedade de nichos, bem como categorias de produtos disponíveis. Ademais, por ser bastante conhecido, ele se torna uma boa opção para divulgação.

Além disso, o Mercado Livre não exige um número de CNPJ e até mesmo tem se concentrado em oferecer mais facilidade para aqueles que não tem.

Quanto à comissão do Mercado Livre, ela vai variar de 11% a 16% segundo a categoria do produto. Além disso, existe um custo de R$5.00 se o produto vendido custar abaixo de R$79.00.

Formalização para vendas on-line

Além de se cadastrar em um bom Marketplace, é preciso investir na formalização do seu negócio. A ajuda de um bom contador pode ser necessária! 

Como em qualquer empresa, é preciso criar um cartão CNPJ para seu novo negócio. 

LEIA TAMBÉM: Consulta CNPJ Receita Federal – como fazer pelo site oficial

A partir dele será possível obter vantagens variadas. Uma das necessidades é a emissão de Nota Fiscal Eletrônica. Para isso, o vendedor on-line deve ter um cadastro no portal Sintegra (Sistema Integrado de Informações Sobre Operações Interestaduais com Mercadorias e Serviços). É a partir deste portal que a Receita Federal e o governo têm acesso ao andamento das obrigações tributárias, como o recolhimento de impostos. 

Além dessa formalização, é válido entender que todo negócio nasce para prosperar! Então, usar um sistema ERP online que acompanhe esse crescimento evita dores de cabeça futuras advindas de migrações entre software. Por isso, entenda o que é o ERP e como ele é fundamental na gestão empresarial de qualquer tipo de empresa.  

Invista nos anúncios

Para que as pessoas sintam vontade de comprar seu produto, é preciso que você invista em um bom anúncio. Isso dá credibilidade e faz com que compradores se sintam atraídos pelo que estão vendo.

Deste modo, siga estes passos:

  • Coloque uma logo, nome e descrição da loja
  • Não esqueça de inserir informações sobre frete e cancelamento
  • Atualize o estoque, mas também suas promoções quando acabarem
  • Forneça o máximo de informações possíveis sobre o produto
  • Tome cuidado com a ortografia
  • Ofereça preços competitivos e, se possível, até frete grátis. Muitas pessoas aplicam filtros para organizar os produtos e serviços do menor preço ao maior preço.

3. Use o SEO ao seu favor

Uma boa forma de aparecer entre os primeiros resultados de uma pesquisa, é utilizar as técnicas de SEO. Então, para isso faça o seguinte:

  • Use palavras-chave
  • Coloque imagens com alta resolução
  • Adote gatilhos mentais como reciprocidade e escassez
  • Preencha todos os campos, coloque tags se a plataforma oferecer

4. Mostre disponibilidade para contato

Clientes gostam de vendedores que reagem rapidamente ao enviar mensagens e além disso, que se mostram disponíveis para resolução de problemas e dúvidas.

Portanto, não negligencie esse ponto e reforce ao longo do seu anúncio que você é um(a) lojista eficiente e reativo(a).

Conclusões

O marketplace é uma ferramenta digital que pode impulsionar vendas na internet. É importante saber escolher entre os melhores marketplaces disponíveis no mercado, procurar a formalização para emissão de notas fiscais, além de usar a tecnologia dos softwares para fazer uma gestão empresarial eficiente e lucrativa

Ei! Comente.

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

code

Enviar WhatsApp
1
Estamos online!
Olá! 👋 tudo bem?
Entre em nosso grupo de bate-papo.
💬 entrar no Grupo
Ou chama no zap, clicando no botão abaixo 🤙