O que é DRE?

agosto 22, 2018

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos com prioridade

Contabilidade

Quando você começa a trabalhar em um novo negócio, se depara com uma grande variedade de siglas que parecem nunca ter fim.

Uma dessas siglas que você precisa conhecer é o DRE, necessária para auxiliar na gestão do seu negócio.

Então, chega de perder tempo e comece a tirar todas as suas dúvidas sobre o DRE agora mesmo.

Vamos lá?

O que é DRE?

A sigla DRE significa Demonstrativo do Resultado do Exercício e é importante para apuração da contabilidade e auxiliar na gestão financeira da empresa.

O DRE – Demonstrativo do Resultado do exercício é um relatório com demonstrações contábeis que deve ser elaborado pelo contador da empresa.

Esse relatório é de fundamental importância em qualquer empresa, seja ela grande ou pequena, e pode ser solicitado também por terceiros, como investidores, bancos e até pelo governo.

O DRE é então, um relatório em que é possível avaliar a capacidade do negócio de acordo com a sua situação atual e real.

Esse relatório é elaborado de acordo com o balanço patrimonial da empresa e descreve um resumo das operações financeiras que foram realizadas em um período utilizado como base de avaliação.

Dessa forma, o relatório tem como resultado um demonstrativo líquido informando prejuízos ou lucros da empresa de acordo com as operações que foram realizadas.

Esse demonstrativo é utilizado para a tomada de diversas decisões estratégicas. Tem como regra a elaboração por Regime de Competência.

O Regime de Competência preza que todas as movimentações de uma empresa devem ser demonstradas de acordo com o período em que ocorreram e não quando houve o pagamento ou recebimento da mesma.

Sabendo que o DRE é um demonstrativo da empresa, o seu objetivo é compor um resultado líquido referente a um período para confrontar resultados, despesas e receitas.

Além disso, esse relatório é utilizado como uma ferramenta de avaliação sobre o desempenho do seu negócio, assim como um comparativo para averiguar a eficiência dos gestores.

Como montar a DRE?

Para estruturar um Demonstrativo de Resultado de Exercício você deve seguir a Lei 6.404/1976 da Lei das Sociedades por Ações.

De acordo com o artigo dessa lei, o DRE deve conter as seguintes informações:

  • Receita Líquida de qualquer venda e serviço com os custos de mercadorias e serviços prestados;
  • Lucro bruto da receita líquida;
  • Receita Bruta de qualquer venda e serviço junto com deduções de vendas, abatimentos e impostos;
  • Despesas com vendas;
  • Despesas financeiras e gerais ou administrativas;
  • Despesas operacionais e deduzidas das receitas;
  • Prejuízo ou lucro operacional;
  • Qualquer outra receita e despesas;
  • Participação de debêntures, administradores, empregados e qualquer parte beneficiária;
  • Instrumentos financeiros, instituições e fundos de assistência;
  • Resultado do exercício antes de aplicado o Imposto de Renda e previsão do imposto;
  • Previdência de empregados;
  • Prejuízo ou Lucro líquido de qualquer exercício junto com o montante da ação do capital social.

Para começar a montar o DRE da sua empresa, você deve seguir a ordem abaixo:

  • Informe a Receita Bruta = Faturamento obtido com prestação de serviço ou mercadorias vendidas;
  • (-) Informe as deduções = Abatimentos e impostos sobre as vendas;
  • = Receita Líquida = Resultado da Receita Bruta – Deduções;
  • (-) Custo das Vendas = Custo dos produtos ou serviços vendidos;
  • = Resultado Bruto = Resultado da Receita Líquida – Custo das Vendas;
  • (-) Despesas Operacionais = Despesas Administrativas
  • (-) Despesas Financeiras = Juros, IOF e afins
  • Outras Receitas e Despesas = Venda de bens e direitos
  • = Resultado Operacional antes do CSLL e IR = Resultado Bruto – Despesas Operacionais – Despesas Financeiras – Outras Despesas + Outras Receitas
  • (-) Provisão para IR e CSLL = Informe o valor de Imposto de Renda e Contribuição Social sobre o Lucro Líquido
  • = Lucro Líquido = Resultado Operacional antes do CSLL e IR – Provisões de IR e CSLL (Este valor poderá ser distribuído entre sócios e acionistas)
  • = Resultado Líquido do Exercício = Lucro Líquido – Distribuição a Sócios

Ainda que esse seja considerado um modelo padrão, não existe uma forma única de montar o seu DRE, apenas regras sobre o que deve estar exposto no relatório.

Importância do DRE

Como já foi falado, o DRE serve para a tomada de diversas decisões estratégicas da empresa e ainda assim, muitos admiradores não entendem a real importância desse documento.

A principal importância desse demonstrativo de resultados é a possibilidade de enxergar a parte financeira da sua empresa de uma forma geral e analisar resultados.

Permite o acesso a contabilidade financeira real da empresa, podendo-se observar o impacto dos impostos, endividamentos, lucros, entre outros.

Através da DRE você pode ter uma confirmação sobre como está a governança corporativa do seu negócio e até começar a pensar em uma gestão mais estratégica para aumentar o lucro e reduzir os custos da empresa.

Isso tudo porque, através do resultado do exercício é possível mensurar a eficiência das práticas adotadas e tentar otimizar o próximo período, buscando o constante avanço da empresa.

Dessa forma, a importância do DRE está associada a boa gestão financeira de um negócio para o controle de gastos e, principalmente, para uma visão mais ampla sobre o futuro dessa organização.

Além disso, ter todas as despesas dentro de um cenário administrativo, na forma de um relatório, permite a reavaliação sobre a necessidade de custear algumas dessas despesas de produção junto com a possibilidade fazer mudanças  na forma que a empresa produz .

Conclusão

Agora que você já sabe o que é DRE e qual o seu impacto e importância dentro de uma empresa, é só começar a usar esse relatório a favor do seu negócio.

Além disso, é preciso estar atento para garantir que todas as informações financeiras da empresa sejam apresentadas no documento, para que os resultados líquidos sejam condizentes com a real situação da empresa, indicando lucro ou prejuízo no período.

Então, chega de perder tempo e comece a usar agora esse demonstrativo de resultados para reorganizar e fazer um planejamento estratégico eficiente  na sua empresa.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Negócios MEI Empresas ERP
MEI – Quais atividades permitidas e vantagens de ser Microempreendedor Individual?

Uma das categorias que entrou mais recentemente na listagem de atividades que podem ser exercidas como MEI foi a dos motoristas de aplicativo. Confira abaixo informações importantes sobre o tema...


Nota Fiscal: Como emitir sem possuir uma empresa aberta?

Confira alternativas existentes para os profissionais liberais que pretendem emitir nota fiscal para que seus serviços sejam remunerados...


Escritório de contabilidade – dicas para abrir o seu.

A contabilidade é uma área que está em constante crescimento e, por isso, o escritório de contabilidade é uma oportunidade para quem está pensando em começar um novo negócio. Pensando nisso, você precisa estar atento a algumas dicas para abr..

Tags

Facebook Page