fbpx

Financeiro

Prestação de contas como seu diferencial de negócio

Redação FoxManager
Escrito por Redação FoxManager em 18/11/2019
Prestação de contas como seu diferencial de negócio

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Todo fim do ano se torna a época em que empresas de qualquer segmento que receberam aporte financeiro, de entidades públicas ou de investidores privados, devem fazer sua prestação de contas ao investidor.

Muitos empresários ficam apreensivos, pois encaram como uma exposição difícil de sua empresa, mas, a prestação deve ser encarada como aquilo que é: transparência com o dinheiro.

Sobretudo, a prestação de contas também faz parte de um processo de comunicação, onde o recebedor de recursos informa o que foi feito dos mesmos recebidos a quem o concedeu.

Precisa fazer gestão fiscal, financeira e contábil em tempo real e integrada? Sistema ERP online é a solução!

Enfim, quem procura investimentos geralmente é um empreendedor que tem um plano de negócios bem definido para colocar em prática, mas não possui a verba necessária para manter as atividades de sua empresa.

Responsabilidade com seu investidor

O empreendedor procura órgãos públicos ou agências de fomento que estejam inseridas no universo da empresa interessada, ou, busca o dinheiro no setor privado, que irá exigir contratualmente o mesmo montante de volta, assim como o lucro sobre o que foi investido originalmente, o ROI.

Portanto, fazer uso de investimento público ou privado, significa manter um controle rigoroso sobre os gastos para qual o dinheiro foi aplicado. E isso dá-se o nome de prestação de contas.

Prestação de contas evita dor de cabeça

Primeiramente, prestação de contas é um instrumento burocrático e significa provar, por meios contábeis e administrativos, de que o dinheiro investido teve um fim devido para a realização de uma tarefa em um determinado espaço de tempo.

O montante de dinheiro, sua aplicação e em quanto tempo levará para ser gasto, são aspectos contratuais que devem ser acordados previamente entre o investidor, e a empresa a qual a verba será destinada.

Em segundo, deve ser esclarecido que prestar contas não significa estar sendo culpabilizado, ou estar sob suspeita, de mau uso do dinheiro.

Ao contrário, ela é um instrumento que resguarda o empresário, certificando que ele, de maneira clara e detalhada, cumpriu sua parte no acordo com o investidor.

Prestação de tudo que entrou e para que foi utilizado

Da mesma maneira, a prestação de contas exige pessoas preparadas e conhecimento específico, seja de quem demonstra a realização do que foi realizado, quem analisa os dados e informações, para chegar a conclusão que realmente o que foi acordado teve seu fim determinado.

Logo, o profissional de contabilidade é um elemento essencial dentro desta dinâmica, uma vez que os seus conhecimentos podem ser usados para registrar todos os insumos recebidos como qual a destinação dos mesmos na forma de prestadores de serviço ou compra de instrumentos.

Por exemplo, o sistema ERP da FoxManager trabalha com o mapeamento de processos críticos e sensíveis da empresa, a validação e homologação de processos e melhor integração dos setores.

Toda empresa precisa de um sistema ERP; veja os motivos

Portanto, são ferramentas essenciais para auxiliar no processo contábil e administrativo que fazem parte da prestação de contas de uma empresa ou entidade para seus investidores privados ou públicos.

Tecnologia permite a gestão empresarial por meio da internet com sistema ERP
BigStock Tecnologia permite a gestão empresarial por meio da internet com sistema ERP

Prestação de constas de dinheiro público

Contudo, a prestação de contas com dinheiro público não é apenas um sinal de boa governança com o investimento feito, logo é uma obrigação prevista em lei.

“Prestará contas qualquer pessoa física ou jurídica, pública ou privada, que utilize, arrecade, guarde, gerencie ou administre dinheiros, bens e valores públicos ou pelos quais a União responda, ou que, em nome desta, assuma obrigações de natureza pecuniária”, segundo o parágrafo único do Art. 70 da Constituição Federal de 1988.

Portanto, caso você empresário, tenha recebido aporte financeiro público, seja da esfera municipal, estadual, ou federal, tem o dever de realizar uma prestação e contas, mesmo que a verba recebida não tenha sido utilizada.

Porém, nesse último caso, basta informar que os recursos disponíveis não foram utilizados ainda, e que serão reprogramados para uso no ano seguinte.

Prestações de contas com dinheiro público devem constar:

  • Demonstrativo da Execução da Receita e da Despesa e de Pagamentos Efetuados;
  • Conciliação Bancária, no caso de terem ocorrido despesas, cujos débitos na conta bancária ainda não tenham sido lançados até 31 de dezembro;
  • Extratos bancários da conta corrente em que os recursos foram depositados, assim como das aplicações financeiras;
  • Documentos que concorram para comprovação da destinação dada aos recursos (ex: atas de reuniões, pesquisas de preços, notas fiscais, recibos, cópias de cheque, etc.).

Prestação de contas a investidores privados

Todavia, ainda que não haja obrigação jurídica da empresa de abrir suas contas de gastos para o investidor, como dito anteriormente, a prestação de contas é uma demonstração de boa governança dos investimentos em sua empresa.

Portanto, pode significar a continuação dos investimentos, e até mesmo, o aumento do montante investido a primeira vez.

Concluindo, muitas vezes, a empresa fica obrigada a prestar contas por contrato com os investidores ou por conta da configuração societária da organização. Quer dizer, abrir-se para que lhe vejam é um ato de boas relações públicas que fortalece a marca da empresa no mercado e atrai mais investimentos.

Notas fiscais, boletos, controle fiscal, financeiro, contábil e de estoque, PDV e CRM estão entre as necessidades de sua empresa? Veja como ter tudo isso grátis.

Ei! Comente.

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade