Como abrir uma empresa do zero – Dicas importantes!

July 4, 2018

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos com prioridade

Administração Empreendedorismo

Para driblar a crise, muitos pensam em criar uma empresa com o dinheiro que têm guardado. No entanto, os processos de abertura são burocráticos, o que pode causar algum desânimo pela falta de informações claras. Neste artigo abordaremos os passos para criar uma empresa do zero e como evitar problemas futuros, destacando dicas importantes para você.

Não ter patrões e poder controlar seu próprio negócio é algo com que muitos sonham. Mas a pior coisa que alguém pode fazer no mundo dos negócios é se precipitar e abrir uma empresa sem planejamento. Prever erros, problemas, ter dinheiro para o andamento inicial e possíveis emergências e elaborar um plano de negócios são fatores importantes para ter um bom planejamento. Sem esse planejamento, a empresa não terá estrutura para passar do estágio inicial e conseguir se estabilizar.

Sabendo disso, podemos dar nossa primeira dica: é prioritário que quem irá abrir uma empresa esteja planejado para muitos acontecimentos, até os mais improváveis.

Planejamento de mercado

Planejar uma empresa e calcular os gastos ainda requer outra coisa que é o cerne de uma empresa: a ideia e/ou o produto. Antes de tudo, é necessário saber se o projeto é viável ou não. Uma pesquisa de mercado deve ser feita a fim de prever os fatores internos e externos que possam comprometer os resultados de sua empresa. Se a ideia é montar uma estamparia, então é possível fazer uma pesquisa de mercado e saber qual será o público-alvo e quantas camisetas podem ser vendidas na região, quem serão os principais fornecedores e a que custo, qual estratégia será adequada para atração de novos clientes, se é adequado fazer a comercialização dos produtos pela internet, se há possíveis parcerias vantajosas, se existem estamparias concorrentes, se há possibilidade de diferenciação, entre outros fatores.  

Classificações da empresa e demais fatores indispensáveis

A partir desse conhecimento de mercado, passa-se ao estudo de todas as classificações necessárias para o funcionamento da empresa, tais como:

  • Tipo de Empresa – São várias possibilidades de escolha, porém os tipos mais usuais são: Microempreendedor Individual (MEI), Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (EIRELI), Empresário Individual (EI), Sociedade Limitada (LTDA), Sociedade Anônima (S/A).
  • CNAE – É a definição da atividade principal e secundárias, se houverem, que a empresa irá exercer e podem ser consultadas no site do IBGE.
  • Porte da Empresa – Podem ser classificadas como Microempresa, Empresa de Pequeno Porte, Empresa de Médio Porte e Empresa de Grande Porte.
  • Regime Tributário – Podem ter enquadramento no Simples Nacional, Lucro Presumido ou Lucro Real. O enquadramento está diretamente ligado aos demais fatores já citados.

Abertura da empresa na prática

Para formalizar a sua empresa e tornar seu negócio legal, são necessários diversos registros documentados em variados Órgãos Públicos, como na Junta Comercial, Secretaria da Receita Federal, Prefeitura, entre outros. Além disso, dependendo de sua atividade e localidade, também se farão necessárias diversas licenças e autorizações, cada uma com um fim específico.

Os passos para abrir uma empresa estão neste artigo e começaremos falando sobre o contador.

Quem é o contador?

O contador é essencial para qualquer empresa que será aberta. É o profissional que poderá auxiliá-lo desde o planejamento da empresa, identificando as melhores classificações e enquadramento tributário adequado a seu negócio, bem como, gerir as tributações, encargos, declarações, escriturações e demais exigências para que a empresa se mantenha regularizada e evitar o risco de pagamentos incorretos ao longo de seu funcionamento.

Contrato Social

Depois de achar um escritório de contabilidade capacitado, se faz necessário elaborar um contrato entre os sócios da futura empresa. Neste contrato são formalizados itens como a razão social, a atividade da empresa, localização e o funcionamento geral dela, como quem administrará a empresa, entre outros. Neste passo será necessária a assinatura de um advogado para firmar as condições estipuladas. O documento deve ainda ter as assinaturas reconhecidas em cartório.

Nem todos os tipos de empresas terão a exigência do contrato social, como por exemplo a MEI, EI e Eirelli que possuem documentos diferenciados para constituição.

Registro na Junta Comercial ou Cartório de Pessoas Jurídicas

O registro na Junta Comercial ou no Cartório de Pessoas Jurídicas, dependendo da atividade, é o momento em que sua empresa passa a existir formalmente.O registro na Junta irá gerar o Número de Identificação de Registro da Empresa (NIRE) que é a numeração formal de constituição da sua empresa.

Abertura de empresa

Para alguns tipos de empresa como MEIs por exemplo, não se faz necessário o registro na Junta Comercial.

Os documentos na Junta Comercial podem variar, mas geralmente é comprovante de endereço ou contrato de locação e IPTU do local onde a empresa irá funcionar, requerimento (capa da Junta Comercial), ficha própria e contrato social, e para os sócios RG e CPF, comprovante de residência, certidão de casamento e Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF)

Neste Órgão será feita a consulta se o nome definido já está sendo utilizado por outra empresa.

CNPJ

Com a obtenção do NIRE é possível dar entrada no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ), através do Documento Básico de Entrada no CNPJ (DBE), diretamente no site da Receita Federal. Após ter a posse do CNPJ, o próximo passo será obter o alvará de funcionamento.

Alvará de funcionamento

O alvará de funcionamento é uma licença para fins de liberação de funcionamento na localização escolhida, junto a Prefeitura Municipal de sua cidade.

É necessário comprovar na Prefeitura que você tem todos os documentos necessários e cumpre todas as condições para funcionamento, dependendo de sua atividade.

Antes de requisitar o alvará, é necessário observar que não é toda localidade que determinada atividade pode ser exercida. Deve-se fazer a análise prévia de viabilidade de localização junto a Prefeitura para verificar se o seu endereço se adequa para o funcionamento de sua empresa.

Os documentos necessários para esta etapa são ficha própria da Prefeitura, contrato social, CNPJ, consulta de endereço realizada previamente, e em alguns casos laudos de vistoria.

Inscrição Municipal

Empresas que tem como atividade prestação de serviços, necessitam do registro na Prefeitura denominado inscrição municipal, para fins de cadastro no Imposto Sobre Serviço (ISS). Para este registro, o procedimento varia em cada município, mas na grande maioria é gerado automaticamente.

Inscrição Estadual

No caso de empresas que tenham como ramo de atividade comércio, indústria, transporte e prestadoras de serviço de comunicação e energia é necessário o cadastro da Inscrição Estadual na Secretaria da Receita Federal (Sefaz), a fim de registrar a empresa para o recolhimento do Imposto sobre circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

A inscrição estadual na maioria dos estados pode ser feita juntamente com a requisição do CNPJ. Em algumas exceções é exigido antes da emissão do alvará de funcionamento.

Certificado Digital

Para qualquer empresa que emite Nota Fiscal, bem como para empresas enquadradas no Lucro Real e Lucro Presumido, é obrigatório a aquisição do Certificado Digital. O mesmo é um agente facilitador para diversos procedimentos online, como emitir notas fiscais, conhecimento de transporte, envio de declarações, entre outros. É um modo de garantir a autenticidade do envio de informações, para que haja segurança nesses processos.

O Certificado Digital pode ser retirado nas denominadas Autoridades Certificadoras, que podem ser consultadas no site  do Instituto Nacional de Tecnologia da Informação – ITI.

Licenças gerais e inscrições comuns de órgãos regulamentadores

Todas as autorizações de órgãos regulamentadores, sejam eles locais ou não, são necessárias para conseguir o alvará de funcionamento. Esses documentos variam bastante e dependem tanto do tamanho da empresa, quanto do local onde ela está instalada e também do ramo exercido por ela. Os principais tipos de licenças são os seguintes:

Licença sanitária

As licenças sanitárias precisam ser obtidas em órgãos municipais, estaduais e federais de vigilância sanitária. Essas licenças são essenciais para empresas que trabalham com alimentação ou medicamentos.

Licença ambiental

As empresas que lidam com atividade metalúrgica, industrial, mecânica, têxtil e química precisam de licenças de órgãos municipais e estaduais, bem como do IBAMA.

Vistoria de cumprimento das normas de segurança

Essa vistoria é realizada pelos bombeiros e quase todas as empresas precisam. A maior parte das empresas precisam de licenças municipais ou estaduais dos bombeiros para exercerem sua atividade, principalmente as que lidam com turismo, agricultura, pecuária e muito mais.

Conclusão

Vimos que são muitos os procedimentos para abertura de empresa, o que pode causar certa surpresa a primeira vista, porém, todos são de extrema importância e se fazem necessários, garantindo que sua empresa funcione dentro de todos os padrões exigidos, evitando problemas futuros.

Artigos Relacionados

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Artigos relacionados

Lucro Presumido
Plano de negócio: Confira dicas práticas de como fazer um para sua empresa

Criar uma nova empresa ou ampliar uma que já existe é, para muitos, transformar sonhos em realidade. Para a concretização de boas ideias, o empresário precisa de algo imprescindível para que o seu negócio consiga se manter no mercado e crescer..

Abrir um novo negócio é sonho entre brasileiros
Empreendedorismo: Veja opções de negócios para empreender [e lucrar] ainda neste ano

Metade de 2019 já se foi, mas ainda há tempo para quem deseja começar um novo negócio ainda neste ano. Mesmo com cenário de crise, dados do Ministério da Economia apontam que os pequenos empreendimentos são responsáveis pela geração de rend..


Como realizar o cancelamento do CNPJ?

Quando a sua empresa precisa ser finalizada, independente do motivo, o cancelamento do CNPJ é o passo oficial para comunicação legal de encerramento de suas atividades empresariais. Apesar de necessário, é um dos passos mais difíceis que um emp..

Tags

Facebook Page